sábado, 16 de abril de 2011

(...)

Bom, confesso que não esperava que um texto qualquer alcançasse tamanha repercussão. E, não, não vou pedir desculpas e nem me retratar por nada. Só quero deixar bem claro que este blog não tem qualquer ligação com a Rede Gazeta e minha opinião não reflete a opinião da empresa. Sou um estagiário e, enquanto jornalista da empresa, sou imparcial no cumprimento do meu dever de informar a sociedade. Mas, enquanto cidadão, ao contrário de muitos, eu penso e tenho coragem de emitir a minha opinião. É um direito meu. Dessa forma, não critiquem a A Gazeta e não misturem as coisas. Eles não me pagam para manter este espaço.

Só para lembrar, a mesma instituição que está me formando, forma quem tanto me critica. Muitos procuram o jornalismo porque acham que o cérebro do jornalista, enquanto cidadão, também deve ser imparcial. Ou seja, eles acham que o jornalista não deve pensar, refletir e muito menos criticar. No espaço certo, somos livres para expor nossas opiniões e ideias. Se vocês não o fazem, é porque não têm nada na cabeça? Ou será medo?

Apesar de preferir não liberar comentários anônimos, todas as mensagens enviadas foram publicadas.

*** 

Do mesmo jeito que criticam o meu time e me criticam, eu tenho o direito de criticar o Governo, que investia dinheiro em um Programa que não deu resultados significativos, tendo em vista o orçamento destinado ao Vida Urgente. Vocês não sabem? O número de mortes aumentou!

No que o Vida Urgente ajudou nesse tempo todo que ele atua no Estado? O número de mortes só aumenta. Com um milhão de reais, dava para pagar muitas horas extras a policiais rodoviários para que eles realizassem blitzes e operações nas estradas. Seria um investimento muito mais bem feito e eficiente.

Aos que participam do Programa, não quero criticar vocês. Nunca disse que não devemos nos preocupar com os demais, e muito menos que não me preocupo com os desvios de verbas públicas. No texto abaixo, apenas disse que o Vida Urgente era um programa que não dava resultados; era somente mais um péssimo gasto do Governo.

Se prestarem atenção, eu falo: "A causa do Vida Urgente é até interessante, mas não precisam de um milhão de reais da verba pública para trabalhar. Se há interesse em ser eficiente e lutar pela vida e pela conscientização no trânsito, vão cobrar atitudes e investimento do Detran ou dos órgãos responsáveis; mas não venham pintar borboleta na cara que isso não salva ninguém.".

Se vocês acham muito importante participar de um programa voluntário e que ajude em algo, criem um programa de fiscalização de verbas públicas. Eu não participo de programas voluntários, mas também não exijo que ninguém participe. Não fiquem chorando o dinheiro que o Governo deixou de investir.

Se acham que o Vida Urgente trouxe tantos resultados positivos para o Estado, busquem parcerias e patrocínios que não saiam do meu bolso. Quem sabe, dessa forma, vocês não conseguem um ônibus como o pessoal do Rio Grande do Sul?

***

Adendo: se vocês quisessem entender a mensagem que foi dita, não me mandariam sair da frente do PC. Dá para notar que eu tenho mais o que fazer e que tirei 20 minutos para fazer o último texto. Eu falei isso no primeiro parágrafo! Já que todo mundo que comentou quer lutar por uma boa causa, dediquem-se a uma causa que mude alguma coisa de verdade, que tenha resultado. Receber um milhão vocês querem, mas não querem fazer protesto e cobrar os 60 investidos na BR-262.

7 comentários:

Matheus Brasil disse...

Penso o mesmo contigo.

O que se comprova nestes tweets.

http://twitter.com/#!/matheusbrasil/status/58664537137745921

http://twitter.com/#!/matheusbrasil/status/58664794403782656

Bru Bettin disse...

Nossa...realmente mente pequena de pessoas que podem ter um grande potencial, è foda. Eu acho que as pessoas que pensam como voce, sao realmente muito poucas. Você nao sabe o que é estar dentro do vida urgente, e pelo que eu entendo, nunca vai saber, porque nao tem vontade de fazer novas experiencias, como o voluntariado. Só uma coisa. Sim, cada um tem sua opinião, e tem todo o direito de expo-la, afinal estamos em um pais com liberdade de expressão. Mas, respeito e educação, tambem são coisas fundamentais para se viver bem na sociedade. Se realmente ninguem se importasse com o acontecido, não ia gerar toda essa repercussão que gerou. São pessoas que precisam do projeto, e nao por receber dinheiro, coisa que para nós voluntarios não acontece, mas porque acreditam na causa. Quem infelizmente, perdeu alguem querido no transito, consegue encontrar conforto no VU e depois de tudo que aconteceu, estao novamente soazinhas. Então, para finalizar, te peço que conheça um pouco mais do projeto antes de criticar...Boa noite!

André Corrêa disse...

O amigo ali em cima publicou dois posts sobre o assunto, quantos milhares não estão publicados nas redes em favor do programa? Os próprios voluntários capixabas que sentem na pele o que é o Programa!! Aliás, antes de falar, você deveria seguir o mesmo exemlo antes de falar. Fazer um curso de capacitação de voluntários, participar de uma ação, sem conhecer um pouco mais a história você não tem o menos direiro de falar sobre.
Contudo, tenho certeza que mesmo que o governo não renove com o Programa, a Ovia Urgente vai continuar no estado do ES! Mesmo existindo pessoas como você, milhares são adpetos a causa e farão de tudo para mater as ações!
ISSO É MUITO IMPORTANTE, o que reclamamos não é a não renovação do contrato, mas sim a forma como foi feita. Uma semana antes do termino do antigo contrato, a Fundação estava avisade de que seria renovado. Chegando no último dia vigente, foi dada a notícia contrária, de que não seria renovado, sem dar chances de o Vida Urgente buscar outros parceiros para se manter, já que o governo exigia exclusividade no contrato. Isso você não sabia né? Tenho certeza que não!
COM CERTEZA ABSOLUTA a sua opinião não é compartilhada pela Gazeta, que é uma empresa grandiosa e está abraçando a causa.
#ficaadica para o jornalista, conheça melhor o assunto para poder argumentar em cima!
Estude: www.vidaurgente.org.br
www.kzuka.com.br/diariodavida
Meu amigo, repense seus conceitos, ainda é tempo.

André Corrêa disse...

Meu filho, você é mais um que não estudou o caso antes de falar.
O Programa Vida Urgente existe há 15 anos em Porto Alegre. Recentemente o Fantástico divulgou uma pesquisa que mostra Porto Alegre como a capital Brasileira que perdeu mais posições no número de vítimas em acidentes de trânsito, passando da 11ª para a 18ª posição, nos últimos 10 anos. O que há em Porto Alegre para esse fato? Pura coincidência com o crescimento do Vida Urgente? Eu tenho certeza que não!
Infelizmente não temos como mencionar o número de pessoas salvas, mas pelo menos 4.500 pessoas encontraram uma causa para se engajar, algo para lutar, o trânsito, que mata nossos amigos, familiares... Confeso que sou Porto Alegrense e o Vida Urgente me dispertou a vontade de conhecer o Espirito Santo nas minhas férias. Sinceramente, fiquei muito aliviado em voltar sem sofrer um acidente, nos 3 primeiros dias em Vitória vimos 5 acidentes na nossa frente!!!! Se você nãoi vê resultados é porque ainda existem pessoas iguais a você, que não querem dar ouvidos. Mas a questão do trânsito é justamente isso, água mole em pedra dura tanto bate até que fura. No Rio Grande do Sul, nesse 15 anos de trabalho, o programa atingiu todos os cantos, conquistou milhões de pessoas, e os número caem cada vez mais.
Para teu saber, a Fundação Thiago de Moraes Gonzaga representa a América em congressos da ONU, que determino 2011 a 2020 como a "Década de ações para segurança no trânsito", da qual a Fundação Thiago Gonzaga é o braço da ONU no Brasil! Instituições do Mundo inteiro vem buscar o Vida Urgente como modelo para implementar em seus paíse! Você tem ideia da dimenção disso? Porque você acha que as propagandas de cerveja hoje em dia, todas elas, trazem o dizer "se beber não dirija"? Isso tudo é fruto de um trabalho arduo de 15 anos, feito por uma mãe que perdu seu filho de 18 anos, que pegou uma carona sem volta, em uma época que nem de cinto de segurança se falava! E sei que ainda está longe do ideal, pois ainda existem cabeças fechadas como você, que precisam perder alguém querido pra abrir os olhos. Não, eu não precisei perder alguém, sou admirador do Projeto pela sua grandeza, pela sua eficiência.
Você acha um milhão muito dinheiro para um ano??? Pois mais uma vez, estude o caso. O Detran gasta um milhão em apenas uma campanha de vespera de feriado confeccionando folder, mídia, etc, o que o Vida Urgente investe em um ano em centenas de ações educativas contínuas, em escolas, faculdades, festas, eventos, etc. Pagar hora extra pra policias em vespera de feriado, como estão sugerindo, todos nós sabemos que não adianta! O trânsito é uma questão de cultura e educação, que deve ser trabalhando constantemente!
Quanto vale uma única Vida? Você acha que a Diza (mão de Thiago Gonzaga) não pagaria um milhão para ter seu filho de volta? Com certeza pagaria e estaria se lixando para os outros. Como isso não é possível, ela investe num programa que tenta salvar a mim, a ti, nossos irmãos, amigos. Basata cada abrir sua cabeça e seu coração e aceitar a proposta.

André Corrêa disse...

E se você achava que não surtiria tanta repercusão, isso foi fruto da besteiras que você mesmo escreveu. "Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativas"

André Corrêa disse...

Rapaz, não consigo para de pensar nas besteiras que você disse. Se fosse tão incompetente jamais conseguria cativar pelo menos 4.500 VOLUNTÁRIOS! E desculpe os erros de ortografia nos comentários anteriores, é a indgnação frente a injustiça cometida...

Matheus Brasil disse...

Danilo, tô assustado.

Acabei de saber por um dos "voluntários" do Vida Urgente que você pode perder seu emprego por conta dessas postagens.

O que houve?

Abs.